sábado, 17 de janeiro de 2009

SAUDADES...

Eta, bloguinho abandonado, jogado às traças, coitadinho...
Vou alimentá-lo um pouco, afinal as agonias do final de ano já se foram, estou de recesso da faculdade, filhotes em colônia de férias, ânimo, vamos nós...
Volta e meia, me perguntam, na pousada ou em outro lugar, e recentemente me perguntaram "E você tem saudade da França?"...
Até algum tempo atrás, respondia tranquilamente, aliás, com algum entusiasmo: "eu não!"
Mas mudou, algo mudou, tudo muda, c'est la vie, c'est le monde...

Agora, posso dizer "sim, tenho saudade" e o pior é que podem ser saudades de coisas que nem mais existem por lá, mas vamos por partes...

Uma das coisas que eu mais sinto saudades são os longuíssimos dias do verão, com o sol se pondo por volta das 8 ou 9 horas da noite -ou deveria dizer da tarde?-, o céu permanecendo claro até umas 11, 11 e meia, uma PU-RA DE-LÍ-CIA!!! Sinto saudade, sim, dessas noites de verão que são dias, me parece hoje um filme em câmera lenta, especialmente comparando com o quase sempre igual pôr do sol de Salvador que acontece a toque de caixa, ai de quem fecha os olhos por dois dois minutos, era dia, já é noite... Pois é, sinto saudade desses dias imensos, quase sem fim...

Outra coisa que sinto muita saudade de uns tempos para cá, talvez mais tempo ainda, são as flores de lá, as flores da primavera, a primavera, "muguet", "lilas", pequenas "anémones" e violetas silvestres, "jonquillles", "giroflées", e tantas outras que não lembro agora... Sinto saudade sobretudo de seus cheiros, uma saudade dolorida, parecida com um despenhadeiro, com uma ferida... Seguem retratos de algumas, muito infelizmente sem cheiro...

Este é o "muguet", ele é típico do 1o de Maio na França, dá sorte, tem um cheiro delicadíssimo, delicioso, demais... Ele também surge espontaneamente em muitas florestas de clima fresco, é lindo!



Essas são as "jonquilles", elas gostam de lugares frios e saem com os primeiros sinais da primavera, os primeiros raios de sol um tiquinho mais quentes, e florescem assim mesmo, espontaneamente e podem fazer este lindo tapete que estão vendo aí, com pano de fundo do ator principal desta foto surrupiada na imensidão colorida da internet...

Essas são as violetas, silvestres também, lindas, elas nascem em muitas regiões, sempre na sombra de alguma outra vegetação, seu cheiro também é maravilhoso, alguns gostam de comer algumas, e existem balas de violetas, cultivadas dessa vez, envoltas em açúcar!










Os lilases, tem branco, lilás mesmo, e rosa... Sei que estou me repetindo mas seu perfume é encantador e, como é um arbusto grande, quem não tiver dó e colher algumas flores pode fazer um buquê enorme, literalmente uma brassada deles, é demais!










Mais umas silvestres, as "anémones", tinha tantas, e de todas as cores, tudo em tonalidades pastel, lilás, brancas, rosinhas, amarelinhas, elas apareciam com a primavera e enchiam o pequeno atalho que eu pegava até o ponto do ônibus para chegar até o colégio quando era adolescente... Pois é, para cada flor dessas, tenho buquês de lembranças que me chegam....

No meu atalho, tinha morangos silvestres, como esses da foto, deliciosos...





Já que estamos em plena saudade, vou fuçar uma foto da cidadezinha onde estudei da 4a série até o 3o ano, e onde morei do 1o ao 3o ano, chama Le Vigan, fica numa região muito linda, parecidíssima com a Chapada Diamantina, rios e velhas montanhas, muito verde, muito passarinho, pouca gente, lá vai...
Este é o cartão postal da cidade, a ponto medieval, é linda apesar de que hoje em dia, o belo rio que passa embaixo está bastante poluído, coisas do mundo...
Mas enfim, chega da saudade por hoje, um beijo, um queijo...

3 comentários:

Raquel disse...

Chris, já tava morrendo de saudade de seus escritos e achei tudo a ver vc falar sobre sua terra. Mas tenho certeza que faltou falar de muita coisa hein? adorei a cidadezinha e fiquei imaginando esse "atalho" cheio de flores...deve ser uma lembrança linda..

Marinémilie disse...

Et le mimosa? tu te rappelles cette odeur subtile et ces grappes de fleurs magnifiques, les premières fleurs de l'année (avec celle des amandiers).
Mais les fleurs exotiques sont si belles, si colorées, si présentes et si charnelles.
on aime ce que l'on n'a pas......
......et quand on l'a on n'en prend pas assez de plaisir!!!!
Beijos
Bernard(o)

Christine disse...

Os filósofos e os psicólogos que o digam!!! Mais, c'est vrai, le mimosa, merveilleux, mais pas de mes régions, sauf les 2 ans où j'ai étudié à Nice... Mais j'aime beaucoup aussi les fleurs et les arbres tropicaux, et, à la différence de la plage, j'en profite!!!